segunda-feira, 15 de março de 2010

Qual é o título da sua história?



A vida parece mesmo um filme. Deus, o roteirista soberano, insere fatos e pessoas que mudam as expectativas até mesmo dos próprios personagens. Tudo está encaixado, tudo tem um propósito e, no final, tudo faz sentido. A vida é de uma beleza, de uma grandeza e de um significado tão grande que chega ser absolutamente incompreensível para a mente e o coração dos seres humanos, pobres mortais. Talvez o problema esteja neste aspecto. Nossa percepção limitada nos leva a encarar a vida, esta graça magnífica e abençoada, de forma descuidada, acelerada, descontrolada, desequilibrada e até mesmo equivocada.

Sabemos que um dia nosso tempo aqui terá um fim. Por isso, consciente ou inconscientemente, nos empenhamos em usufruir todas as possibilidades de satisfação e prazer. Achamos que assim, consumindo e nos ocupando dessas metas, encontraremos formas de sermos felizes. Mas o homem se esquece de que sua natureza é espiritual. Portanto, as coisas materiais não são capazes de saciar nossas expectativas, nossos sonhos e aspirações. O ser humano é uma criatura de faculdades infinitas, sua trajetória é eterna, seu caminho é direcionado para a fonte criadora de toda e qualquer forma de vida, ou seja, Deus.

Constartamos esta questão, que verdadeiramente se apresenta como mais evidente e real, é ter a chance de mudar o rumo da história, o seu roteiro, de caminhar em paz e com tranquilidade, é ajustar o foco e acelerar o passo em direção à verdadeira e mais pura alegria. A alegria que preenche a alma e sacia o espírito. Eu me pergunto, às vezes, por quê algumas pessoas demoram tanto para entender isso. Percebo que muitas delas gastam uma boa parte do tempo reclamando, retrucando ou sofrendo por não entender esta questão. Em virtudo disso, decidi não ir por este caminho. Quero que minha vida seja construída em bases sólidas, que tenha como estrutura valores morais e espirituais elevados que fogem da rotina deste mundo, que são, na verdade, de outro mundo. De um mundo mágico e eterno.

Tenho 30 anos, mas sei que ainda faltam muitos episódios para minha história chegar à legenda "The End". Durante essas três décadas de vida já me surpreendi bastante, ri, chorei, sofri, superei, estudei, aprendi, (des)aprendi, amei, viajei, trabalhei, falei (e como!), mudei, testei, acreditei, tentei e cheguei até aqui! Saldo disso tudo? Transformação, crescimento, evolução. Apesar disso, acho que ainda sou uma lagarta presa ao casulo, mas empenhada e ansiosa para desenvolver suas asas, se transformar numa borboleta, alçar um suave vôo e conquistar o infinito. "O céu é o limite!"Sim, concordo que o céu é o limite, pois é ele o meu foco. Aceito, agradeço e abençoo todas as situações, condições, mudanças, desafios que enfrentei e ainda vou enfrentar, simplesmente, para conquistar um lugarzinho no céu. Já que sou filha de Deus, quero voltar um dia para "Casa".

Reconheço que é muita pretensão da minha parte considerar que sou merecedora de uma lugar tão especial. Mas, diga-me se algum filho deste mundo tão imperfeito em que vivemos precisa de "méritos" para viver na casa de seus pais? Se nós humanos somos capazes de desenvolver e manifestar sentimentos tão elevados de amor, afeto, carinho e compaixão, quem dirá nosso Pai que está no Céu. Embora saiba que nada preciso ser ou fazer para ser reconhecida como filha de Deus, herdeira do seu Reino, eu quero ser motivo de orgulho e de alegria para o meu pai. Quero ser uma filha obediente, comprometida e trabalhadora. Quero que Ele se sinta feliz com o meu crescimento, minha evolução, minha devoção e a mudança de foco do meu coração.

Hoje, sinto vontade de seguir apenas um caminho. E neste caminho trabalhar para a transformação deste mundo, para fazer renascer no coração dos homens mais generosidade, justiça e amor. Que os valores que realmente fazem a diferença na vida do ser humano ganhe cada vez mais espaço, sejam valorizados e solidificados. Que eles sejam a base das relações humanas e até corporativas, políticas e econômicas. Quero contribuirr para a concretização deste projeto. Quero que minha vida seja um roteiro dedicado a esse propósito. Não importa os desafios e as aventuras que terei que enfrentar. Para falar a verdade, quanto mais experiência melhor, pois não são as situações adversas as melhores lições de aperfeiçoamente e capacitação?

Aceito meu papel, assumo meu compromisso e vou batalhar para que minha atuação seja cada vez maior e mais produtiva. Não ficarei sentada assistindo a atuação dos outros, ouvindo as histórias dos outros, me distraindo, me divertido ou até mesmo criticando o papel dos outros. Vou participar do meu próprio filme. Tenho uma história especial para escrever e tornar real. Sou a protagonista do roteiro que Deus preparou especialmente para mim. "O céu é o limite", estrelando... Raquel Corrêa.

Em 10 de março de 2010.

Um comentário:

Baaah disse...

Adorei!
E tenho certeza de que sua história fará muito sucesso!

E é difícil como muitas pessoas ainda não entenderam que o reino dEle não é deste mundo.O resto fazer com o coração para alimento da Alma.

Eu já acho que minha história teria o nome: Entreguei, confiei, aceitei e agradeci.
Mas ainda tenho muito o que fazer até que chegue ao final.

Ps.:Eu realmente li tudo.Não consigo ler seus textos pela metade.rss


Beijos.